Gestão de pessoas: 5 dicas para desenvolver talentos

Leia nosso BLOG

09/02/2023

Gestão de pessoas: 5 dicas para desenvolver talentos

Gestão de pessoas: 5 dicas para desenvolver talentos

A gestão de pessoas é fundamental para o sucesso de uma empresa. Afinal, o capital humano é um dos mais valiosos recursos que uma organização pode ter. Sendo assim, tão importante quanto captar novos talentos, é valorizar bons profissionais, pensando no desenvolvimento da equipe e do negócio como um todo. A seguir, veja cinco dicas para desenvolver talentos e expandir sua empresa.

O que observar na gestão de pessoas?

Em geral, o gerenciamento dos colaboradores não é simples. Afinal, esse é um trabalho que deve ser constantemente aprimorado e deve considerar as individualidades de cada profissional. Embora seja um dos principais desafios na administração, a gestão das equipes colabora para o crescimento da empresa como um todo. 

Por se tratar de uma tarefa complexa, observar os detalhes e buscar o aprimoramento constante faz toda a diferença. Assim, é possível desenvolver talentos e contar com os melhores profissionais. Em especial, a retenção desses talentos impacta diretamente na produtividade e no desempenho da organização. Além de ser importante para o crescimento do próprio profissional dentro de sua área de atuação. 

Sabendo disso, fica mais fácil entender porque investir em pessoas é sempre uma boa ideia. Apesar da tecnologia ser fundamental para a modernização de muitas áreas, é no capital humano que está boa parte da riqueza de uma empresa. Afinal, existem situações que somente profissionais qualificados são capazes de resolver – quando nem mesmo toda a inteligência de uma máquina ou software pode solucionar.

Um dos primeiros aspectos que deve ser observado na gestão de pessoas está relacionado às necessidades dos profissionais. Entender que identificar e valorizar esses elementos faz toda a diferença no engajamento da equipe. Logo, essas necessidades precisam estar em pauta junto aos objetivos da instituição. 

Ao proporcionar um ambiente de trabalho saudável, não apenas o engajamento da equipe aumenta, como também a determinação. Assim, é possível reduzir as indesejadas taxas de turnover, ou seja, a rotatividade de funcionários. Além de melhorar a produtividade, os colaboradores ficam cada vez mais especializados em suas funções. Isso gera, inevitavelmente, bons resultados financeiros para a empresa.

5 dicas para desenvolver talentos na sua empresa

Agora que você já sabe da importância de uma gestão eficiente na sua empresa, é hora de aprender a desenvolver talentos. Afinal, incentivar a equipe na busca por novos conhecimentos e habilidades contribui para o crescimento de todos. 

1. Identificar o perfil de cada colaborador

Bom, antes de mais nada, é importante conhecer cada funcionário. Ao identificar o perfil de cada um, é possível destinar as pessoas adequadas para o desenvolvimento de cada função. Porém, também é válido lembrar que um Plano de Desenvolvimento Individual (PDI) auxilia na identificação do perfil de profissional mais adequado para a empresa. Assim, é possível fazer boas contratações e investir no desenvolvimento da equipe. 

Para fazer um PDI, deve-se avaliar a empresa como um todo, com o objetivo de identificar as habilidades e as competências que são necessárias para a execução das tarefas. Com isso, ao contratar funcionários, tem-se em mente as capacidades técnicas indispensáveis para determinadas funções.

Elas são chamadas de hard skills, mas não são apenas elas que importam. As soft skills são tão importantes quanto, uma vez que dizem respeito à capacidade de resolução de problemas, habilidades interpessoais e comportamento em geral.

Exemplos de hard skills

  • Fluência em língua estrangeira
  • Cursos técnicos e de especialização 
  • Graduação e pós-graduação
  • Mestrado e doutorado
  • Habilidades relacionadas à área de atuação 
  • Cursos referentes às funções desenvolvidas

Em geral, as hard skills são quantificáveis e compõem o currículo do candidato, afinal, são cursos de formação, habilidades e outras especializações realizadas. Vale lembrar que as hard skills são relevantes conforme a área de atuação de cada profissional, podendo variar de pessoa para pessoa.

Exemplos de soft skills

  • Inteligência emocional
  • Comunicação interpessoal
  • Proatividade
  • Senso crítico e analítico
  • Liderança
  • Resolução de conflitos
  • Capacidade de adaptação 

Como visto, as soft skills não são quantificáveis, ao contrário das anteriores. Dessa forma, cabe ao profissional do RH saber identificá-las durante a entrevista com o candidato. Por isso, de acordo com as funções a serem executadas na vaga em aberto, as empresas costumam realizar atividades e dinâmicas em grupo. O objetivo, justamente, é avaliar a desenvoltura do candidato durante situações específicas.

2. Proponha metas e desafios à equipe

No ambiente de trabalho, é comum encontrarmos profissionais que são movidos a desafios. Isso faz com que eles se sintam estimulados a conquistar bons resultados e a superação torna-se parte importante da potencialização de suas habilidades. É por isso que estipular metas ajuda a desenvolver talentos em uma empresa. Afinal, assim a equipe poderá entender qual o objetivo da empresa e fará o possível para alcançá-lo.  

No entanto, é importante estipular metas reais, de uma forma que, de fato, incentive a equipe. Um dos métodos mais utilizados na atualidade é o SMART, no qual cada letra da sigla em inglês representa uma característica da meta.

  • S: specific, refere-se a importância de estabelecer um objetivo específico para que seja facilmente compreendido pela equipe.
  • M: measurable, diz que as metas devem ser mensuráveis, ou seja, medidas de alguma maneira.
  • A: attainable, referindo-se à necessidade de criar metas atingíveis, conforme a realidade de cada empresa e equipe, pois metas inatingíveis são desmotivadoras.
  • R: relevant, considerando que as metas devem proporcionar resultados relevantes para a empresa, de modo que os funcionários possam observar o impacto do trabalho executado.
  • T: time based, referindo-se à importância de ter um prazo estipulado para que a meta seja atingida.

3. Reconheça e valorize os colaboradores

Uma boa maneira de desenvolver talentos na sua empresa é reconhecer boas atitudes. Isso faz com que o profissional se sinta valorizado e perceba sua importância junto ao time. Assim, cada vez mais, os profissionais se sentirão motivados na execução de suas tarefas, pois entendem o valor que têm para a organização. 

O reconhecimento dos esforços pode ser realizado de diferentes formas. Claro, a mais simples delas é verbal, em uma reunião, por exemplo. Agora, é possível utilizar outras ferramentas, como benefícios, prêmios ou até mesmo um bônus no salário. As empresas que oferecem planos de carreira bem estruturados também costumam ser bem vistas no mercado, o que auxilia na retenção de talentos.

4. Incentive o aprimoramento e ofereça oportunidades para isso

Muito importante para o desenvolvimento de talentos na empresa é oferecer oportunidades para o aprimoramento profissional. Isso pode ser feito de diferentes maneiras, seja a partir de treinamentos internos ou mesmo cursos externos. Além do plano de carreira que mencionamos acima, incentivar a busca por qualificação e dar ferramentas para isso faz toda a diferença. 

Muitas vezes, não é compatível com a realidade da empresa oferecer cursos gratuitos para toda a equipe. No entanto, uma possibilidade é criar convênios com instituições de ensino, seja em cursos profissionalizantes, especializações ou mesmo cursos de pós-graduação, a fim de qualificar a equipe. Dessa forma, o funcionário se sentirá motivado em diferentes aspectos de sua carreira.

5. Preze pela comunicação horizontal

Um fator determinante para o desenvolvimento e a retenção de talentos dentro de uma empresa é a forma como ela se comunica. Afinal, isso influencia diretamente no clima organizacional e no convívio entre os funcionários e seus superiores. É importante que a comunicação seja clara e eficiente, priorizando a transparência.

Considerando isso, é necessário trabalhar a comunicação horizontal, mesmo que a empresa esteja organizada verticalmente em seus níveis hierárquicos. Ou seja, ao priorizar a horizontalidade na comunicação da empresa é possível evitar desgastes no relacionamento profissional.

É indicado, por exemplo, que os gestores solicitem a opinião dos funcionários, bem como feedbacks sobre métodos implementados. Mas, tão importante quanto solicitar esses retornos, é valorizá-los no contexto geral. 

Saiba como usar a tecnologia a favor da gestão de pessoas

Quando se pensa em alternativas para melhorar as demandas internas, a tecnologia tem muito a somar. Também na gestão de pessoas, lançar mão de recursos para otimizar as tarefas faz toda a diferença. Para o setor de RH, por exemplo, existem softwares de controle de horas que ajudam em diferentes tarefas.

Desde o fechamento da folha de pagamento até o acompanhamento da produtividade, são diferentes itens que podem ser analisados no sistema. Além disso, os softwares disponíveis no mercado oferecem muitas funções que visam melhorias na organização interna.

Como sabemos, os softwares de controle de horas são destinados para trabalhar em integração com o relógio de ponto. A partir desse sistema, é possível controlar de forma eficiente as jornadas de trabalho, avaliando cada caso individualmente. De maneira geral, esse tipo de software utiliza a tecnologia a favor da empresa e de seus funcionários, uma vez que evita erros e falhas que possam comprometer os registros. 

Ao modernizar o RH, a empresa se torna mais eficiente e competitiva, uma vez que tem sua rotina, de fato, automatizada. Os softwares de controle de horas, integrados ao relógio ponto, substituem as antigas marcações em livro-ponto.

Quais as vantagens do software de controle de horas?

Em especial, esses sistemas auxiliam no controle das jornadas de trabalho. Com isso, permitem acompanhar atrasos, faltas, bem como as horas extras. Essas funcionalidades impactam diretamente no fechamento da folha de pagamento, que pode ser feito de forma automatizada a partir dos relatórios gerados.

O software soma de forma automática as horas registradas, evita o cálculo indevido de horas extras e, com isso, garante mais eficiência na gestão de pessoas. 

Otimize a gestão de pessoas com a KL Quartz

A KL Quartz é referência em relógio de ponto e software de tratamento de ponto. Aqui, temos a solução ideal para a sua empresa, seja qual for a quantidade de funcionários. Para saber mais sobre nossos equipamentos e sistemas, entre em contato e converse com um de nossos consultores.

 

 

Confiança atestada pelo mercado

Assistência Técnica Control ID

Assistência Técnica

Unica Assistência Técnica Total com tempo de resposta garantido de no máximo 72 horas.

Top of Mind

Top of Mind

Marca lembrada em pesquisa de mercado e qualidade relacionada ao segmento de relógio ponto.

Suporte Certificado

Suporte Certificado

Revenda Ouro Secullum com excelência no suporte ao Software de Gestão de Ponto e Acesso.

Tradição e qualidade

Tradição e qualidade

Mais de 100 mil relógios de ponto vendidos em 40 anos de história.

whatsapp